quinta-feira, 16 de julho de 2015

A primeira de muitas...



Tudo tem um ponto de partida e deste início, também veio acompanhada  a timidez que  aos poucos se tornou distante. A sede de aprender foi mais forte. E deu lugar à satisfação de usar diferentes ferramentas antes nem de perto apresentadas, como por exemplo torquês, roldanas, pinças, tagliolo, martelina e uma imensidão de coisas que ajudam na confecção de trabalhos na arte de musiva. O que nada mais é que unir pequenos fragmentos de pedras em arte. Estas pequenas tesselas servem para refazer um outro cenário e a criação de um novo trabalho .  A aproximação deste universo que conta com uma interessante sensação ao fragmentar, picar, cortar,  ou seja,  reconstruir e dar formas à sua própria arte. E isto fascina. É só deixar aflorar a vontade de criar. certamente nascerá a paixão pelo o mosaico, A cada passo, cada parte do trabalho, há uma expectatica singular para ver delineado um novo projeto. É só deixar fluir... persistir, a criatividade poderá ser ilimitada. Apresento aqui, minha primeira caixinha...  2009, se não me engano.

2 comentários:

  1. Rosi quando vi essa caixa me espantei pelo fato de meu primeiro trabalho de mosaico aos 6 anos de idade ter sido uma caixa e muito parecida com essa,até o desenho. ..flores...
    Pra você ver como é interessante nossos gostos não é?
    Bjus pra você estou amando ver o blog movimentado com belas artes que nos alegrando todos os dias!

    ResponderExcluir
  2. Puxa que legal, Dri... Nada acontece por acaso, nem as amizades. bjsss ;))

    ResponderExcluir